Quem somos

A Coolaborar atua no desenvolvimento de pessoas e organizações por meio de consultoria e programas de capacitação, em busca de um mundo mais colaborativo e indivíduos mais autônomos.
Para isso, trabalha com uma imagem viva e sistêmica das organizações, buscando um desenvolvimento que leve cada organização a se reconhecer como:

●  um organismo social vivo
●  que atua com um propósito claro
●  que responde com agilidade
●  de forma colaborativa
●  com indivíduos autônomos e responsáveis

●  que se escutam e se respeitam mutuamente

●  que estão num caminho consciente de desenvolvimento

Nossa Abordagem

Trabalhamos apoiando os membros da organização com metodologias participativas, onde os próprios integrantes da organização são os protagonistas das mudanças que querem realizar.
Acreditamos que o desenvolvimento da organização só se sustenta com o autodesenvolvimento de suas lideranças e de todos os seus integrantes. Por isso, desenhamos processos que levam em conta o desenvolvimento da organização e o desenvolvimento de seus indivíduos. 

Principais referências:

●  Pedagogia / Ecologia Social
●  Trimembração Social
●  Fenomenologia de Goethe
●  Processo de Aprendizagem de Adultos
●  Filosofia da Liberdade
●  Sociocracia
●  Aconselhamento Biográfico

Metodologias e instrumentos de trabalho:

●  Comunicação Não Violenta
●  Investigação Apreciativa
●  World Café
●  Open Space
●  Mediação de conflitos
●  Role Play
●  Teoria U
●  Mindfullness 

beto-perfil-grande.jpg

Roberto Dertoni

Consultor de desenvolvimento humano e organizacional, atuando há mais de 20 anos tanto em empresas como em ONGs e escolas Waldorf. Formado em Administração de Empresas, Ecologia Social, Pedagogia Waldorf, Liderança Horizontal e Aconselhamento Biográfico, tendo estudado Trimembração Social no Emerson College e no Centre for Social Development, na Inglaterra. Interessado em autodesenvolvimento e trabalho colaborativo, com um olhar sistêmico para a vida. Criador da Coolaborar e do Movimento do Manifesto Artivista Social, que trabalha pela transição consciente de pessoas, grupos e organizações para atuarem pela regeneração da vida no planeta, das relações entre os seres e do sentido de existir.